Lar Style

Dicas Escritório

Dicas especiais de decoração para consultórios, escritórios e para quem trabalha em casa

Por que as pessoas não conseguem trabalhar deitadas na cama ou largadas em uma cadeira de praia? Bem, elas até poderiam, mas, certamente, não apresentariam o mesmo desempenho.

Por isso é que se tem a necessidade de criar ambientes adequados para o exercício profissional. E a construção e decoração desses espaços devem ser pensadas para que se possa ter sempre uma boa interação social com parceiros e clientes.

É mais correto, por exemplo, oferecer assistência médica e dentária em um cômodo mais esterilizado com devidos equipamentos de assistência ao diagnóstico. E quanto a produzir trabalhos artísticos então, como músicas e peças gráficas?

Com certeza pode-se obter inspiração em todo lugar, na rua ou dentro de casa. Mas, trabalhos assim necessitam de estímulo – o que poderá partir de um ambiente propício e do convívio com colegas da área.

Decoração para escritório, consultório ou home office por BG Arquitetura

Como alguém que lida com números e letras poderia se concentrar em seus pensamentos estando em um parque lotado ou área de refeições de shopping? Não, isso não seria possível. E é em consequência disso que surgiram alguns dos modelos de arquitetura corporativa.

Tem-se os escritórios comuns, os coworkings, as clínicas e consultórios, e também os home offices. E qual seria a diferença de decoração entre eles? Veja a seguir!

Decoração para escritório, consultório ou home office por Iara Kilaris

Diferença entre pensar a decoração de um escritório comum, um consultório e um home office

Não se pode imaginar que um escritório comum, compartilhado entre várias pessoas, possa ter sua decoração pensada do mesmo modo do que um escritório particular.

São situações completamente diferentes com o qual um arquiteto ou designer de interiores precisará lidar. Ambientes coletivos não precisam ser necessariamente frios ou impessoais por serem divididos por muitos – mas, por certo, são.

Para decorações de ambientes corporativos tradicionais, geralmente, é seguida uma cartilha rígida. Ela serve para instruir como aplicar adequadamente aos elementos arquitetônicos e às peças ornamentais a identidade da empresa.

Fora isso, cada funcionário pode personalizar – de forma muito discreta e dentro dos padrões permitidos pela empresa – o seu espaço de trabalho. Contudo, não há liberdade de expressão.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Sandra Picciotto

Em casa, obviamente, a pessoa se sente mais à vontade. Não há tantas regras. Assim, ela pode colocar na decoração de seu espaço de trabalho, muito mais de sua personalidade.

E, então, certas peças de design que nunca seriam cogitadas para um escritório comum podem ser muito bem usadas em um home office. Se ganha por um lado – mais conforto, mais cor – mas perde-se em outro.

Trabalhar em um espaço doméstico pode ser uma ideia bastante vantajosa para muita gente. Porém, exigirá mais disciplina da pessoa. Não se pode confundir os limites de onde começa o lar e termina a empresa – ou vice e versa.

É preciso manipular a decoração corretamente para deixar bem claro estas divisas. Isso ajudará que sejam respeitadas também as atividades desenvolvidas pelos outros membros da casa.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Marília Veiga

Consultórios médicos são ainda mais complexos de serem projetados. E não é ideal que sejam montados em uma residência comum – embora Dr. Pedro Domingo Curutchet tenha pedido isso ao arquiteto Le Corbusier em a ‘Casa Curutchet’.

Isso porque eles precisam ser mais resistentes e fáceis de serem higienizados devidos às necessidades dos pacientes e a alta rotatividade de pessoas nos espaços.

Então, resumindo, existem maneiras diferentes de decorar escritórios de empresas, consultórios e clínicas, e home offices.

E o porquê disso é que em cada uma dessas arquiteturas corporativas serão desempenhadas atividades diferentes – e de formas diferentes. É preciso que os projetistas de interiores estejam atentos à isso! Veja a seguir algumas dicas sobre como decorar devidamente cada um destes espaços!

Dicas especiais de decoração para escritórios comuns e consultórios

Escritórios comuns ou clínicas e consultórios médicos têm duas características em comum. Primeiro, ambos os tipos precisam ter espaços abundantemente bem iluminados – claro que o modelo de sistema aplicado deve variar de acordo com a atividade executada no local.

Segundo, deve vender a imagem de um negócio, passar a mensagem certa para os clientes que irão receber – de confiança, segurança, e mais.

Claro que não se trata de arquiteturas corporativas iguais. Pra começar, só dentro da categoria ‘escritório’ já entram vários outro subtipos diferentes – de arquitetura, advocacia, publicidade, contabilidade e mais. E para cada uma é recomendada uma cartela de cores apropriada.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Andrea Del Monaco

Nesses modelos, o projetista de interiores pode brincar com as possibilidades de móveis, texturas de parede, plantas, quadros, espelhos e mais.

Agora, em consultórios a coisa muda de figura. O melhor, em tal caso, é investir em cores neutras e claras. Peças translúcidas ou espelhadas pode ser também uma boa ideia – desde que elas sejam sempre mantidas limpas.

 

 

Decoração para escritório, consultório ou home office por Andréa Buratto

Todas as bancadas e assentos têm que ser de material de fácil higienização; e não podem esquentar ou esfriar demais em contato com a pele. E todo adorno desnecessário deve ser descartado das propostas decorativas.

Obviamente, a área de espaço do dono da empresa ou da clínica pode ser mais personalizada. Contudo, seu escritório será visitado constantemente por pessoas estranhas. Então, é melhor que permaneça transmitindo uma ideia de profissionalismo.

Não se pode deixar à mostra na decoração itens muito pessoais, como fotos de família ou recordações de viagens particulares. Deve-se limitar a itens de escritório, protótipos e certificados.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Andréa Buratto

Mas, bem, concluindo, todo profissional, não importa a área de atuação, vai necessitar de incentivo para conseguir manter-se bem disposto em sua rotina.

O jeito para espantar o sono e a preguiça – e ainda aguçar a criatividade – é trabalhar com itens no escritório que deem certa vivacidade, movimento, a pontos estratégicos da decoração. Nichos, painéis e poltronas em cores e tamanhos diferentes; esculturas; fontes, arranjos; e até televisores.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Rodrigo Maia

Dicas especiais de decoração para home offices

Os home offices podem apresentar uma ambientação mais descontraída com relação aos escritórios comuns, já que são espaços – como diz o nome – montados em casa. Porém, eles ainda precisarão ter um visual de “empresa”.

Não se pode pôr em risco a atividade profissional por um erro de decoração. É preciso reforçar a ideia de que, mesmo atuando no lar, a pessoa consegue respeitar seu horário de trabalho.

Então, todo o home office deve ser montado com peças de mobiliário próprias para um ambiente de trabalho. Sim, tem que ter uma mesa para o computador, estante para livros ou pastas, e uma cadeira bem ergonômica.

Mas como se trata ainda de um cômodo residencial, é permitido usar e abusar no local de pôsteres com imagens personalizadas; papel de parede; itens de coleções; murais de fotos; e mais.

Decoração para escritório, consultório ou home office por Avner Posner

Percebeu a diferença entre decorar um escritório comum, um consultório e um home office? Agora, é sua vez de planejar a decoração de sua área de trabalho. Reflita sobre as dicas e boa sorte!

 

 

Estas dicas de decoração de consultórios e escritórios foram criadas pela equipe Viva Decora.

    Comente

    instagram @moblybr

    Instagram

    Follow Me!

    Copyright © 2017 Mobly.com.br. Todos os direitos reservados.